spot_img

Única mulher no Campeonato Brasileiro de Balonismo começou a voar aos 10 anos: ‘Amor à primeira vista’

A cidade de Boituva, no interior de São Paulo, tem começado os dias com o céu colorido nesta semana. Até domingo (19), 28 pilotos participam do Campeonato Brasileiro de Balonismo no município.

Entre os competidores, uma piloto chama atenção: a gaúcha Laís Pinho, de 28 anos. Nascida em Torres, no Rio Grande do Sul, Laís é a única mulher que participa da competição, em busca de pontos para se classificar para o campeonato mundial do próximo ano.

“A competição tem sido algo bem forte na minha vida. Esse é o terceiro ano consecutivo que eu participo do brasileiro, mas também tem os estaduais. Em agosto, eu participei do mundial na Polônia. O resultado não foi muito bom, mas eu trouxe muita experiência, muito conhecimento e um aprendizado gigantesco que eu não teria nem como comparar”, afirma a competidora.

Laís trabalha com balonismo e participa de competição em Boituva (SP) — Foto: Laís Pinho/Arquivo pessoal
Laís trabalha com balonismo e participa de competição em Boituva (SP) — Foto: Laís Pinho/Arquivo pessoal

Laís Pinho contou ao G1 que começou a voar aos 10 anos em Torres, cidade que sedia o maior festival de balonismo da América Latina. Com o passar do tempo, o que era um hobby se transformou em profissão.

“Quando fiz 18 anos, me formei como piloto. Comecei mais como um hobby e foi evoluindo. Atualmente meu trabalho é o balonismo”, completa Laís.

Laís Pinho estuda para ter bons resultados no campeonato de balonismo em Boituva  — Foto: Kiko Nacarato/Divulgação
Laís Pinho estuda para ter bons resultados no campeonato de balonismo em Boituva — Foto: Kiko Nacarato/Divulgação

Além das competições, Laís trabalha como instrutora de voo e ajuda na fabricação dos balões de ar quente. A balonista acredita na importância da representatividade feminina no esporte.

Quando esteve na Polônia para o mundial, Laís competiu ao lado de outras quatro mulheres, entre os 43 competidores. Já no Campeonato Brasileiro em Boituva, a gaúcha é a única mulher da competição.

Campeonato

Apoiadores do Blog do Balonismo na cobertura do 33º Campeonato Brasileiro de Balonismo em Boituva.

A 33ª edição do Campeonato Brasileiro de Balonismo é organizada pela Confederação Brasileira de Balonismo, com apoio da Prefeitura de Boituva. As atrações seguem até domingo (19), e a população pode acompanhar o espetáculo.

Durante a semana, os balões podem ser vistos no céu por volta das 7h30 e, no sábado (18), os pilotos vão fazer voos para o público a partir das 16h. Na praça da Rua Benedito Rodrigues de Melo, o evento também conta com música e food trucks.

“O balonismo é muito aberto, então não precisa de aglomeração para assistir às provas. É ir pra rua e olhar o céu que já consegue acompanhar”, explica Laís.

Laís considera o balonismo hobby e profissão — Foto: Laís Pinho/Arquivo pessoal
Laís considera o balonismo hobby e profissão — Foto: Laís Pinho/Arquivo pessoal

Essa é a segunda vez que Boituva recebe o campeonato. No ano passado, a competição teve que ser adiada por causa da pandemia de coronavírus.

A balonista Laís explicou ainda que, durante a competição, os pilotos realizam tarefas no céu todos os dias, e os pontos ajudam a classificar os competidores para o mundial. Para ela, o desejo é garantir o primeiro lugar.

“Eu tenho estudado muito, me preparado para que eu possa fazer um bom campeonato. E o primeiro lugar é sempre o desejo de todo mundo. O balonismo pra mim hoje é tudo. É hobby, profissão, esporte, lazer. Eu respiro balonismo”, finaliza a piloto.

NOTíCIAS RELACIONADAS

Comentários

Compartilhar Notícia

ULTIMAS NOTÍCIAS

%d blogueiros gostam disto: