0
547
Balões se despedem de Jacareí com show na avenida Davi Lino
O 7º Campeonato Paulista de Balonismo foi encerrado na manhã da última terça-feira (7), com um espetáculo de cores sobre a avenida Davi Monteiro Lino, com todos os 13 pilotos inscritos na competição sobrevoando o local, na tentativa de uma aproximação do Pátio dos Trilhos, onde estava pendurada uma chave de isopor, que deveria ser alcançada pelos competidores. A falta de vento, entretanto, não possibilitou que as aeronaves chegassem até a chave, que valia como prêmio uma motocicleta zero quilômetro.
“A prova da chave é a mais difícil de todas e, até hoje, dentro das regras do campeonato, apenas o Leonel (Brites, diretor de provas da CBB –Confederação Brasileira de Balonismo) conseguiu o feito, em 1992”, disse o presidente da Federação Paulista de Balonismo –e também piloto–, Celso Marcantonio.
Campeão – Na somatória das etapas, realizadas desde o último sábado (4) em Jacareí, o título do Campeonato Paulista ficou com o piloto George Ary, com 9.458 pontos.
“A estrutura que encontramos em Jacareí foi muito boa. A cidade também é muito boa para se voar, com alvos muito interessantes. Jacareí me deu sorte e quero voltar a voar aqui”, disse o campeão, que faturou seu primeiro título de expressão na carreira. “Eu já tinha vencido dois festivais menores, mas aqui conquisto meu maior título”, afirmou o piloto, que é de Ribeirão Preto.
Na segunda colocação ficou Fábio Passos, com 9.087 pontos e, em terceiro, Lupércio Lima, com 8.692 pontos. Lupércio é de Goiás e, por isso, dividiu a terceira colocação do Estadual com o paulista Ronaldo Morales, que somou 8.557 pontos.
Festa – No solo, a festa ficou por conta do público, que prestigiou todo o campeonato, em diversos pontos da cidade. Na concentração das provas da tarde, realizadas a partir do campo de futebol do Jardim Santa Maria, cerca de 5.000 pessoas estiveram presentes a cada etapa do Paulista e, nas ruas, casas e edifícios, milhares de jacareienses elevaram os olhos para o céu nos horários das provas.
“O sucesso do evento é inquestionável. O que mais deixa a cidade orgulhosa é que tanto a Federação Paulista como a Confederação Brasileira de Balonismo, organizadoras da competição, aprovaram nossa estrutura e já falam, inclusive, em formalizar a realização de uma etapa do Paulista ou Brasileiro para 2011. Mais uma vez conseguimos provar que temos condições de realizar grandes eventos. No primeiro semestre tivemos um grande evento no solo (Jump Festival) e, agora, tivemos essa competição no céu, que deixou as pessoas maravilhadas. Queremos tentar manter isso para 2011”, disse o secretário de Esportes e Recreação de Jacareí, Hernani Barreto.
Para o presidente da Federação Paulista de Balonismo, a cidade está aprovada para futuras edições de campeonatos.
“Jacareí foi maravilhosa. A recepção das pessoas aqui foi incrível”, resumiu o dirigente e também piloto Celso Marcantonio.
Mundial – Após a competição em Jacareí, cinco pilotos brasileiros se preparam para o embarque rumo à Hungria, onde acontecerá o19º Mundial de Balonismo. Dos cinco representantes do Brasil no Mundial, apenas Feodor Nenov não competiu em Jacareí. Os demais -Lupércio Lima, Rubens Kalousdian, Fábio Passos e Luís Silvestre- aproveitaram as condições topográficas da cidade para treinar para as provas na Hungria.
Jacareí tem alguns aspectos que nos fazem treinar em condições internacionais. Por ter um relevo acidentado, assemelha-se a algumas regiões da Europa”, disse Lupércio Lima.
Sobre as possibilidades dos brasileiros, Lupércio acredita em boas apresentações. “Nunca voei lá (na Hungria) e nossa estrutura não é tão completa como a dos alemães e dos americanos, mas o Brasil pode fazer um trabalho de destaque no Mundial”, disse o atual 10º colocado do mundial, que vai competir para se manter entre os melhores. “Quero me manter entre os 20 primeiros do mundo”, afirmou Lupércio, que também é presidente da Federação Goiana de Balonismo.
Para Rubens Kalousdian, um dos mais experientes pilotos do Brasil, a evolução dos brasileiros no esporte permite que os pilotos sonhem, inclusive, com o pódio.
“Há dez anos eu diria que o Brasil não teria chances em um Mundial. Hoje, todos nós temos chances de ficar entre os melhores do mundo”, disse Kalousdian.
A equipe brasileira viaja para a Hungria no próximo dia 25.
Bons Ventos!!!
(Márcia de Faria) – Prefeitura de Jacareí

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here