spot_img

Em 1961 Malcolm Ross conquistou um grande recorde voando de balão

Já se passaram 60 anos desde que o Tenente Comandante da Marinha dos EUA Malcom D. Ross estabeleceu dois recordes mundiais de balonismo da FAI ao voar a uma altitude de 34.668 m acima do solo.

Acompanhado pelo Tenente Comandante Victor G. Prather, um oficial médico do Instituto de Pesquisa Médica Naval em Bethesda, Maryland, Ross decolou do convés do porta-aviões USS Antietam no Golfo do México na manhã de 4 de maio de 1961.

O vôo resultante estabeleceu dois recordes mundiais da FAI para altitude, incluindo o recorde da classe A-Absolute – ambos os quais ainda existem hoje.

O STRATO LAB HIGH V BALLOON

O balão no qual Ross estabeleceu os recordes – o Strato Lab High V – usava uma gôndola aberta, com ambos os membros da tripulação equipados com macacões de pressão completa Mark IV. O objetivo principal do voo era testar a eficácia desses trajes, que mais tarde se tornaram a base para os trajes espaciais do Projeto Mercury.

O Strato Lab High V foi o maior balão já lançado. Era feito de sete acres de polietileno e tinha um diâmetro de mais de 90 m quando totalmente inflado.

O VOO

Ross e Prather levaram cerca de duas horas e meia para atingir uma altura de 34.668 m, durante a qual eles experimentaram temperaturas congelantes e problemas de comunicação. No entanto, atingir tal altitude deixou os dois homens atordoados em “temor silencioso”.

A descida também foi complicada pela luta de Ross para encontrar uma velocidade adequada, um problema que levou a tripulação do balão a ser forçada a alijar tudo o que pudesse – incluindo o rádio – para diminuir a velocidade com que se aproximavam da Terra.

A tática funcionou, e os estágios finais da descida ocorreram sem problemas, com a gôndola do balão caindo no Golfo em meio aos destroços que eles haviam jogado ao mar. Helicópteros de resgate naval vieram buscar Ross e Prather conforme planejado.

Mas o desastre aconteceu quando Prather escorregou na água durante o resgate e se afogou depois que a água encheu sua roupa de pressão através da placa aberta. Um final verdadeiramente trágico para um voo revolucionário.

NOTíCIAS RELACIONADAS

Comentários

Compartilhar Notícia

ULTIMAS NOTÍCIAS

%d blogueiros gostam disto: