spot_img

Terceiro Festival Marisol de Balonismo começa pra valer neste sábado.

Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS
Ultimamente, os jaraguaenses têm olhando para o alto com medo da chuva.  Mas neste final de semana, terão um novo motivo para contemplar o céu. O Terceiro Festival Marisol de Balonismo promete colorir o céu da cidade. Até domingo, nove balões irão despertar a curiosidade da população com voos no início da manhã e a tarde.  A ainda hoje ocorre o tradicional Nigth Glow, um show com balões iluminados, às 20 horas, no Estádio João Marcatto.
Como nos anos anteriores, a Arena Jaraguá será rota para as aeronaves passarem. O diretor técnico da Confederação Brasileira de Balonismo, Marcos Antônio Bonimcontro, explica que revela a rota da prova uma hora antes dos pilotos embarcarem no desafio e eles precisam estudar as condições do vento para encararem as tarefas. Pois, os balões só conseguem subir e descer, é o vento que comanda a direção da aeronave. 
A programação começaria com o primeiro voo competitivo na manhã de hoje, porém a chuva atrapalhou os planos e a programação foi cancelada. A tarde, se o tempo melhorar, os balões devem decolar a partir das 16:30hs, em local a ser definido pela organização do evento. No mesmo dia, uma carreta com os pilotos e suas equipes irá percorrer as ruas jaraguenses para o Nigth Glow, às 20h, no Estádio João Marcatto. A entrada para o show com balões iluminados, que ficarão fixos no chão e serão acesos em frente ao público, é uma entrada de alimento não perecível.  No domingo, a competição segue com voos às 7 horas e às 16 horas. 
O evento tem o apoio da Fundação Municipal de Esporte e Turismo (FME). Para o prefeito, Dieter Janssen, o festival já faz parte do calendário de grandes eventos da cidade e a cada ano se torna um evento mais sólido.
O presidente da Confederação Brasileira de Balonismo, Valdemir Taveira, afirma que a cada nova edição, o evento vai se tornando maior e criando um vinculo maior com o público. 
Na busca do tricampeonato
Marcos Paulo da Silva é o atual campeão brasileiro de balonismo e é o bicampeão do Festival Marisol de Balonismo.  Novamente nos céus jaraguaense, o piloto quer ganhar a competição mais uma vez. 
Há 12 anos no esporte, Marcos Paulo conta que se apaixonou pelo esporte quando viu um balão em Campos de Jordão (SP). Hoje, participa de competições e trabalha em uma fábrica de balão. 
Com a experiência de dois festivais, ele revela que o voar em Jaraguá do Sul exige muita técnica, pois a cidade fica entorno de montanha e  elas fazem com que os ventos mudem de direção rapidamente. Mas a sua estratégia é ter calma e aproveitar a sutileza dos ventos do Vale do Itapocu.
– Eu amo competir. Como não é a primeira vez que vou voar aqui, acho que ajuda na hora de realizar a prova – afirma. 

NOTíCIAS RELACIONADAS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar Notícia

ULTIMAS NOTÍCIAS

%d blogueiros gostam disto: