spot_img

Diário de Saga: Pré mundial de balonismo no Japão termina com vitória da Lituânia

Último dia – O último dia de provas em Saga teve três tarefas: fly in, alvo declarado pelo juiz e fly on. Foi um show de perícia dos pilotos, qua atingiram ótimas marcas e levaram o público ao delírio.
Dia dos brasileiros – Nas provas do dia tivemos ao menos um brasileiro entre os top 10 em cada uma delas. Destaque de hoje para o Fabinho Passos que ficou na segunda colocação na tarefa alvo declarado pelo juiz.
Campeão – O lituano Rokas Kostiuskevicius é o grande campeão do pré mundial de balonismo e com toda a certeza é um dos favoritos no próximo mundial. Porque eu digo isso? Porque estavam presentes neste ano em Saga boa parte dos melhores pilotos do mundo. Ele venceu na casa do campeão mundial no Brasil, Yudai Fujita. Na segunda posição ficou Johnny Petrehn, dos Estados Unidos. Fujita ficou em terceiro.
Potências – Os Estados Unidos emplacou nada menos que quatro pilotos entre os dez melhores da competição. O Japão, sede do torneio, teve dois representantes, assim como a Lituânia. A Austrália e a Suíça fecham o time dos 10 melhores.
Marcas impressionantes – A última tarefa competitiva do evento teve duas marcas impressionantes: os americanos Johnny Petrehn e Nick Donner atingiram 0,02m e 0,03m respectivamente!
Resultado final do Brasil – Não foi o campeonato dos sonhos dos brasileiros. Foram muitas dificuldades. Mas o que vale é o aprendizado e o treino. Deu pra conhecer a cidade, os ventos, alvos, locais para pousos, decolagens. Em 2016, quando for pra valer, tenho certeza que será diferente e nossos representantes irão nos dar muitas alegrias. Parabéns Rubens, Fabio, Luis, Lupércio e Paulinho por levar o balonismo brasileiro a terras japonesas, que venha o mundial!
Fala, Rubão – Sobre a participação do evento em Saga: “A ideia era ter uma noção das condições de voo da regiao, juntamente com a identificação da estrutura básica para a participação no ano que vem. Quanto aos voos, provas perfeitas a moda antiga, isto é, sem provas virtuais, bolo, rosca, etc, somente alvos bem colocados numa sequência de as vezes 4 a 5 tarefas. Conseguimos trabalhar bem os ventos e perceber que teremos um belo Campeonato Mundial ano que vem, onde a Equipe RK (Rubic Kalousdian ) irá participar com 3 ou 4 pilotos, Rubens Kalousdian, Markus Kalousdian, Christian Kalousdian e quem sabe Rui Kalousdian. Quanto a estrutura básica teremos muito trabalho a fazer, contatos, pessoal local, equipamentos, mapas, hotel, etc. Resumindo, foi um excelente evento competitivo onde conseguimos alcançar nossos objetivos. Abraços a todos e bons voos!”
Fala, Silvestre – “Foi a minha pior participação em um campeonato de balonismo”, disse Luis ao Blog.
Fala, Fabinho – “Nossa classificação não foi boa, mas serviu de aprendizado para 2016.”
Classificação geral – Confira nos links abaixo os resultados das últimas tarefas e a classificação final do campeonato.
1º – Rokas Kostiuskevicius – Lituânia – 15756 pontos
2º – Johnny Petrehn – Estados Unidos – 15068 pontos
3º – Yudai Fujita – Japão – 14769 pontos
27º – Rubens Kalousdian – 11425 pontos
45º – Lupércio Lima – 9793 pontos
51º – Fabio Passos – 8943 pontos
56º – Luis Silvestre – 8436 pontos
61º – Marcos Paulo – 7584 pontos

NOTíCIAS RELACIONADAS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar Notícia

ULTIMAS NOTÍCIAS

%d blogueiros gostam disto: